segunda-feira, 27 de julho de 2015

Exposição fotográfica em São Paulo mostra o amazônida

Madeireiro, região de Sinop. Mato Grosso, 1987, João Paulo Farkas, exposição “Amazônia Ocupada”, Sesc Bom Retiro
Para além do estereótipo florestal, a exposição Amazônia Ocupada, de João Paulo Farkas apresenta imagens dos homens e mulhres que vivem na Amazônia. Entre 1984 e 1993, Farkas fez registros ao longo de nove viagens, que lhe renderam 12 mil fotos. Passadas mais duas décadas, 75 destas imagens compõem a exposição em cartaz desde a última sexta-feira (24) no Sesc Bom Retiro, em São Paulo. As incursões na região começaram a partir de um convite que Farkas recebeu de garimpeiros de ouro e cassiterita, que queriam mostrar um pouco de sua realidade.

O trabalho de Farkas supreende porque vai além do senso comum sobre a região e mostra as pessoas, as histórias de vida dos amazônidas. “Essa história é contada do ponto de vista humano. Há garimpeiros, agricultores, fazendeiros, comerciantes, barqueiros, seringueiros, índios, missionários, prostitutas, pilotos de avião, donos de barcos. O brasileiro anônimo nos confins da Amazônia tem muito a nos contar sobre os destinos da região”, diz Farkas sobre suas fotos.

João Paulo Farkas é formado em filosofia na Universidade de São Paulo. Após terminar a gradução, mudou-se para Nova York onde estudou no International Center of Photography e na School of Visual Arts. Foi fotógrafo correspondente de revistas semanais brasileiras, ganhou o prêmio ABERTE e a Bolsa Vitae de Artes/Fotografia. Seus trabalhos fazem parte de importantes acervos e museus brasileiros. Neste ano, 16 imagens do fotógrafo passam a integrar a coleção da Maison Européenne de la Photographie, em Paris.

Serviço – Amazônia Ocupada

Até 1º de novembro
Sesc Bom Retiro – Alameda Nothmann, 185 – Bom Retiro – São Paulo/SP
(11) 3332.2600
sescsp.org.br/bomretiro
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...